Minha vida de corredor - Eduardo Hanada - 01


8a. Corrida de Natal - Abraão - FLN/SC

8a. Corrida de Natal - Abraão - FLN/SC

VÍDEO - CACAU MENESES NO JORNAL DO ALMOÇO

Essa foi uma das corridas mais esperadas do ano. Em um dos papos furados entre alguns membros dos Loucos por Corridas há alguns meses, surgiu a idéia de corrermos de toucas de Papai Noel, nessa que seria a 8a Corrida de Natal do Abraão, e a última corrida do ano aqui em Florianópolis. A idéia evoluiu, e acabamos combinando de correr todos vestidos de Papai e Mamãe Noel.

Em uma situação normal eu nunca faria isso, mas com a participação de vários membros do grupo e por tratar-se de uma corrida focada para as crianças, não tive dúvidas em topar. Comprei a fantasia umas semanas antes para testar como ficaria. Era tamanho único. Nem preciso dizer que a calça ficou um balão. Nada que uns alfinetes não dessem jeito.

Estava contente também, pois meu filho se motivou a ir. Disse pra ele que o Papai Noel ia dar presentes para as crianças e que levaria um monte de figurinhas (que era o que ele realmente queria). O mais legal é que os Papais Noéis (nós) iríamos ajudar na entrega dos presentes para a criançada.

Chegamos ao local da largada um pouco antes do normal pra encontrar o pessoal. Fizemos as inscrições para participarmos da corrida e fomos nos transformar. À medida que íamos aparecendo os outros atletas e as pessoas que assistiam estranhavam um pouco. De onde estava saindo tantos Papais Noéis ? Havia o oficial que já estava por lá, mas foram aparecendo vários... O duro mesmo era o calor que estava fazendo e aquela roupa que não favorecia muito.

Devidamente trajados, os Papais Noéis ajudaram nas corridas da criançada, tanto na organização, como na entrega dos brinquedos e da premiação, fazendo a alegria de todas elas.

Na bateria da corrida do meu filho, após ele receber o brinquedo na chegada, fui entregar o outro presente que ele estava esperando (as figurinhas). Ele não sabia que eu era um dos Papais Noéis. Entreguei o presente, perguntei se ele tinha se comportado, tirei foto com ele e nada de perceber. Só quando eu já estava saindo de lado ele vira e me diz: É o papai !!!. Fingi que não era comigo e saí. Depois ele me contou que percebeu que era eu por causa do cabelo, que tinha ficado uma parte a vista. Essas crianças...

Momento depois teve início a corrida dos adultos. A grande maioria também aderiu a utilização do gorrinho de Natal. E lá fomos nós ganhando as ruas do Abraão. A estratégia dessa vez era nenhuma. O objetivo era completar o percurso e curtir o máximo possível. Até esqueci de acionar o Garmin para saber o tempo e a distância exata.

Nós, os Papais Noéis, largamos no pelotão de trás e decidimos correr juntos pelo percurso de quase 6 Km. Éramos eu, o Sebastião e o sogro, Ênio, Egomar, Marcelo, André, Aderaldo, e a Mamãe Noel Jucy, sobrinha do Sebastião. Todos com os sacos cheios de balas para serem distribuídas no percurso.

O ritmo foi bem tranquilo, pois além de estar muito quente a roupa não ajudava em nada a prática da corrida: o blusão abria, a calça caía, a barba entrava pela boca... Mas tudo era festa. Os carros que passavam por nós buzinavam, acenavam, gritavam, paravam... É incrível como a figura de Papai Noel atrai tanta gente: desde as criancinhas que corriam para ganhar as balas até os marmanjos que chegavam a parar o carro pra pedir as balas.

Enquanto corríamos, várias pessoas acenavam dos prédios, do trabalho, da rua. Os quatro morros do percurso praticamente nem foram sentidos, tamanho era a satisfação e a diversão de poder distribuir alegria à população local na nossa passagem. Algumas pessoas olhavam curiosas e deviam ficar se perguntando: O que esses “loucos” vestidos de Papai Noel estão fazendo ?

No morro final da corrida, após termos acabados com todas as balas do saco, fizemos o alinhamento para  a chegada, que foi muito bonita e comemorada por todos que nos aguardavam. Nem preciso dizer que chegamos todos extremamente suados e saímos correndo pra tirar as roupas.

Ah, o tempo ? Esqueci de registrar a chegada também. Mas o Ênio registrou 41min35s. Não foi tão mal assim.

Todos os Papais Noéis ganharam troféus. E um fato que particularmente fiquei muito contente em presenciar foi o sorteio de uma bicicleta para o Vitor, filho do Sebastião. Vocês merecem demais !!! Meu filho também ficou contente, pois ganhou um sacão de Papai Noel, cheio de brindes. Aliás, quem ficou mais contente fui eu.

Nunca imaginaria que seria tão gratificante essa loucura dos “Loucos por Corridas”. A experiência foi incrível. Pra mim foi uma espécie de coroamento por ter tido um ótimo ano de corridas e pela boa saúde que pude manter. Ano que vem tomara que tenhamos muito mais Papais Noéis para compartilhar esses momentos.

Correndo pra ganhar o presente

Ganhando o presente (figurinhas)

Papais e Mamãe Noel

Torço para que ele crie gosto pelas corridas

Fazendo a festa no percurso

A chegada

Local: Em frente a igreja do Abraão - FLN/SC

Horário:16:00 Hs

Distância: 5 Km  (5,83 Km)  

Inscrição: R$ 10,00 
Kit: Número do peito  

Tempo: 41min35s
Pace: 7:08 min/Km

Colocação: 6 de 6 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 38
de 40 (masculino) 
Colocação: 40
de 43 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 23h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
    Outros sites
      Minha vida de Corredor (www.ehanada.zip.net)
      Corridas em Santa Catarina
      Acorsul
      Acorsj
      Ativo
      Fotos Foco Radical
      Fotos Trilhas BR
      Cronoserv
      Chiptiming
      Corville
      Blog Dyego de Campos
      Blog Diego da Costa
      Blog Egomar
      Blog Fabio Namiuti
      Blog Renato Ventura
      Blog Sebastião Santos
      Blog do Totó
      Blog Guilherme Preto
      Blog Enio Augusto
      Erunner
      Calculos e Indices
      Track and Field eventos
      BOL - E-mail grátis
    Votação
      Dê uma nota para meu blog