Minha vida de corredor - Eduardo Hanada - 01


Meia-maratona de Gaspar

 

Meia-maratona Bela Vista de Gaspar

Depois de uma participação comprometida na última meia maratona de Floripa por causa das dores no joelho que me fizeram ficar bem longe da minha meta de 1h45min, estava decidido a buscar esse tempo nessa Meia maratona, Bela Vista de Gaspar. Conforme informações, essa seria uma corrida em terreno plano e asfaltado. Percurso que eu particularmente prefiro. 

Saímos às 5h40 aqui de São José. Estavam comigo o Ênio, o Renato e a Marta. Todos madrugando. Saindo da grande Florianópolis já começamos a enfrentar a chuva e a medida que avançávamos ela também avançava. E foi assim até o Bela Vista Country Club, em Gaspar. Chegamos por volta das 7h15min e com uma chuvinha fina.

O nosso amigo Egomar já estava nos esperando para nos apresentar o belo clube, que por sinal, era excelente em todos os aspectos. O kit retirei na hora e logo fui me trocar.

Na largada, que ocorreu perto das 8h30min, a chuva deu uma trégua. Não tinha vento e a temperatura estava bem agradável. Tinha tudo pra fazer uma boa prova. Fui largar perto dos quenianos, mas só foi largar e eles sumiram.

Minha estratégia era manter o pace em torno dos 5 min/Km. Não tive muitos problemas até a dispersão dos atletas. Passei pelo 1oKm com 4:06 min. Algo estava errado, ou a distância ou eu estava correndo mais forte que os meus padrões. Os quilômetros que se seguiram fui voltando ao normal mantendo em 4:40 / 4:42  / 4:45, fechando a minha melhor sequência na corrida até o 4oKm.

Estava me sentindo bem, mas sabia que tinha que me poupar para o que ainda estava por vir. Consegui manter o meu pace na casa dos 5 min/Km até o 13oKm: 5:02 / 4:57 / 4:55 / 4:56 / 4:57 / 4:55 / 4:57 / 4:56 / 4:52. No 6o Km passamos pelo ponto da largada. Os atletas da meia maratona seguiram reto e os da prova de 6 Km ficaram por ali mesmo. Como o percurso era relativamente plano, pude manter essa regularidade. Estava animado, pois corria com o tempo um pouco abaixo do meu objetivo e a medida que avançava ficava mais confiante em batê-lo.

A prova contou com muitos moradores locais nas ruas incentivando e dando força aos atletas. É legal provas assim, pois há uma boa troca de energias. Após o 13oKm, tomei o meu gel de carboidrato e em seguida fui tomar água. Dessa vez quase engasguei. O pace aumentou um pouquinho no 14o e 15O Km: 5:11 e 5:06. Mas fiquei contente por fechar os 15 Km com o meu melhor tempo: 1h13min04s (tempo que pretendo melhorar um pouco ainda até a São Silvestre).

Porém, os últimos 6 Km geralmente são os mais sofridos pra mim. Era eu conseguir manter o ritmo e conseguiria atingir meu objetivo tranquilamente. Consegui segurar o ritmo até o 18o Km: 4:51 / 5:10 / 5:12. Agora sim o cansaço havia chegado pra valer. As pernas começaram a ameaçar dar câimbra e a minha velha dor no joelho também estava querendo aparecer. Faltavam somente 3 Km e eu ainda estava 1min30s abaixo do meu tempo objetivo. Feliz por um lado e preocupado por outro, pois ao fechar o 19O Km vi que meu pace tinha ido para 5:33.

Não podia acreditar que depois de tanto esforço ia morrer na praia. Se repetisse novamente esse pace nos próximos 2 Km estouraria o meu tempo. Avistei um senhor que corria a minha frente para me motivar no quilômetro seguinte. Ora eu passava por ele, ora ele me passava. Acho que isso me ajudou. Consegui fechar o 20o Km em 5:05 min. Agora eu tinha que fechar o último Km abaixo dos 6 min. Mas novamente a ameaça de câimbra voltou. O senhor que ainda estava ao meu lado, também extenuado, foi ficando um pouco para trás, e eu vim aos trancos e barrancos. Sprint nem pensar. Nunca a chegada tinha demorado tanto. Não tinha mais reservas alguma. Nem queria mais olhar o cronômetro, pois estava fazendo todo o meu possível e o impossível. Alguns corredores ainda me passaram nessa reta final, mas eu estava mesmo é preocupado em chegar abaixo do tempo. Última curva a direita e finalmente cruzei a linha de chegada.

Cravei o cronômetro fechando o último Km em 5min31s e a meia maratona em 1h44min30s (30 segundos abaixo da minha meta). Que alívio e que sensação de felicidade. Minha participação na meia de Floripa em meados de Junho tinha ficado a desejar com o tempo de 1h54min03s. Mais uma etapa vencida.

Recebi a medalha, muito bonita por sinal. Tomei toda a água e gatorade que tinha direito e aguardei a chegada dos amigos. Depois assistimos um pouco a premiação a aproveitamos pra almoçar por ali mesmo, pois estava morrendo de fome. Almoçamos ao lado dos quenianos e descobrimos o segredo da alimentação deles: muito arroz !!! rs.

Barriga cheia e pé na estrada, todos com as suas respectivas dores nas pernas. 

Retirando o kit com o Ênio

Registrando a presença na 27a. Meia maratona de Gaspar

Em algum lugar esperando pela largada

6 Km completados e bem disposto ainda

Completando os 21 Km com record pessoal. Agora tô acabado.

Presenças internacionais: Quenianos e Etíope

Local: Bela Vista Country Club - Gaspar / SC
Horário: 8:30 Hs

Distância: 21 Km  

Inscrição: R$ 60,00
Kit: Número do peito, camiseta, chip, sacola.  

Tempo: 1h44min30s
Pace: 4:57 min/Km

Colocação: 20 de 39 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 165
de 276 (masculino)
Colocação: 175
de 333 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 23h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
    Outros sites
      Minha vida de Corredor (www.ehanada.zip.net)
      Corridas em Santa Catarina
      Acorsul
      Acorsj
      Ativo
      Fotos Foco Radical
      Fotos Trilhas BR
      Cronoserv
      Chiptiming
      Corville
      Blog Dyego de Campos
      Blog Diego da Costa
      Blog Egomar
      Blog Fabio Namiuti
      Blog Renato Ventura
      Blog Sebastião Santos
      Blog do Totó
      Blog Guilherme Preto
      Blog Enio Augusto
      Erunner
      Calculos e Indices
      Track and Field eventos
      BOL - E-mail grátis
    Votação
      Dê uma nota para meu blog