Minha vida de corredor - Eduardo Hanada - 01


Novamente a capacidade de postagem desse BLOG estourou.

Novo link: www.ehanada.zip.net.



Escrito por Eduardo Hanada às 20h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Corrida Pedra Branca - 2012

Corrida Pedra Branca - 2012 - Palhoça / SC

Resultado

Durante toda a semana o tempo tinha se mantido firme, sem chuvas. Mas no final de semana e no dia da corrida ela decidiu aparecer e com toda a força. Ano passado por pouco a edição não foi cancelada também por conta da forte chuva, que tinha ocorrido durante a madrugada.

Esta foi a minha segunda participação na Corrida Pedra Branca. Gosto de edições que mantém o mesmo percurso para poder comparar os tempos. Lembro-me que ano passado minha participação tinha sido um pouco sofrida por conta de alguns morros durante o percurso. Queria ver se tinha melhorado um pouco.

Ao chegar no local da prova o tempo estava instável. A chuva ia e voltava, e assim ficou durante toda a manhã. A largada foi dada perto das 9:00, e a chuva decidiu ficar mais intensa. Com isso já larguei ensopado e já pensava na dificuldade que seria para melhorar o desempenho em relação ao ano passado.

Como a largada para as provas de 3 Km, 6 Km e 12 Km seriam todas simultâneas, me posicionei bem a frente e não perdi muito tempo na largada. Isso já ajudou um pouco. No início fui tentando desviar das poças d´agua, mas como o tênis já estava todo molhado não me preocupei mais com isso.

Já sabendo do percurso, que consistia em dar 4 voltas pelas ruas do condomínio Pedra Branca, não abusei muito no início, pois logo apareceriam os morros. Na primeira volta não senti muito os morros, pois ainda estava com todo gás. O 1º Km e o 2º Km foram feitos em 4:19 e 4:24, ritmo que estou conseguindo manter no início das provas em percursos planos.

O GPS apontou o fechamento da 1ª volta com aproximadamente 2,9 Km, ao invés dos 3 Km. Com isso já sabia que o percurso teria menos que os 12 Km. Tinha que brigar por um tempo menor que 55 min. O 3º Km, apesar do percurso mais plano, foi completado em 4:30.

Já na 2ª volta o trecho de morro já não pareceu tão fácil assim como no começo. As pernas começaram a pesar e as várias oscilações elevaram o pace do 4º Km para 4:52. Depois, retornando a parte mais plana no 5º Km e 6º Km, voltei ao ritmo de 4:33 e 4:41, respectivamente.

Nessa passagem completando a 2ª volta, apesar de receber o apoio do pessoal que já havia terminado, fica aquele pensamento de ter que fazer mais 2 vezes o mesmo percurso. Mas quem tá na chuva é pra se molhar e lá fui eu para a 3ª volta.

Já bem mais cansado sofri muito pra vencer os morros pela 3ª vez, com aquela vontade de seguir andando. Mas perseguia a ideia de melhorar o meu tempo em relação ao ano passado. O pace nesse 7º Km aumentou para 4:55. Também estava me arrastando pra não parar. Depois com a descida e o percurso mais plano o ritmo voltou a melhorar: 4:31 no 8º Km e 4:29 no 9º Km.

Agora faltava somente a última volta, mas tinha novamente os morros malditos. Não consegui me manter no pace abaixo do 5 min/Km e o 10º Km foi para 5:01. Vencido os morros fui atrás de descontar a diferença nos quilômetros finais. No 11º Km com 4:28, fui me aproximando de alguns atletas que seguiam a minha frente durante quase toda a corrida. E na reta final consegui até fazer umas ultrapassagens.

Completei a prova em 53min04. Tempo esse que considerei excelente, se comparado ao do ano passado que havia sido de 57min40s. Diminuir mais de 4 minutos e com a forte chuva não estava nem na minha previsão mais otimista.

Aguardamos a chegada do amigo Renato, que agora também estava completando a sua 100ª corrida. Legal que começamos a participar das corridas na mesma época há aproximadamente 3 anos e continuamos curtindo e participando de quase todas na medida do possível. Parabéns, Renato.

Na chegada tivemos que ficar debaixo das tendas montadas para o evento, pois a chuva persistia em voltar. Tomei mais de cinco copos de gatorade para me hidratar e aproveitei para me servir da farta mesa de frutas disponíveis. Estrutura do evento muito boa, mesmo com a chuva.

Ainda seco antes da largada

Chuva intensa na largada

Completando a 1a. volta

Pouco antes do trecho de morros

Registro da chegada

Em aproximadamente 3 anos de corridas nós 3 (Eu, Renato e Ênio) estamos com praticamente 300 participações em corridas.

Parabéns Renato por completar a sua 100a corrida.

Local: Pedra Branca - Palhoça / SC

Horário: 9:00 Hs 
Distância: 12 Km (11,56 Km) 

Inscrição: R$ 45,00 
Kit: Sacola, camiseta, revista, squeeze, número do peito e chip descartável   

Tempo: 53min04h
Pace: 4:35 min/Km

Colocação: 06 de 14 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 23
de 88 (masculino) 
Colocação: 24
de 106 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 21h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




2a. Meia maratona de Balneário Camboriú

2a. Meia maratona de Balneário Camboriú

Fotos da Corrida

Resultado

Corrida fora de casa tem que acordar bem cedo. Graças a ajuda do nosso amigo Eduardo Legal não precisei ir para Balneário Camboriú na véspera somente para retirar o kit. É muito chato não poder retirá-lo no dia da prova para quem é de fora. Não são todos que tem disponibilidade de tempo e recurso para ir um dia antes.

Cinco horas da manhã estava saindo rumo a Balneário Camboriú, ainda tudo escuro. Viagem tranquila e chegada bem cedo para poder estacionar mais próximo da largada.

A prova teve a distância de 5 Km e a da meia maratona com largadas diferenciadas. A largada da meia maratona ocorreu às 7:30 e da prova de 5 Km às 8:30. Isso facilita um pouco, pois não há grande concentração na largada.

Consciente da dificuldade do percurso o meu objetivo era melhorar o tempo em relação ao ano passado, que tinha sido de 1h48min42s, sob uma forte chuva e um enorme sacrifício. Recorde pessoal na meia maratona seria muito difícil.

A largada foi na praça central de Balneário Camboriú pela Av Atlântica. Inicialmente seguimos no sentido do Park Unipraias. Até lá foram aproximadamente 4 Km. Um percurso todo plano pela beira mar. Apesar de ter que correr inicialmente pela calçada para evitar o congestionamento por causa da avenida estreita, consegui desenvolver um bom ritmo, na sequência: 4:38 / 4:35 / 4:39 / 4:36. Como estava com a boca muito seca me hidratei logo no 3º Km.

Fizemos o retorno e passaríamos novamente pela praça central. O ritmo como era de se esperar caiu um pouco, mas ainda dentro do esperado: 4:39 / 4:41 / 4:43 / 4:44. Passando pela praça pudemos contar com o apoio dos amigos que assistiam e registravam a nossa passagem. Tivemos até um incentivo a mais do Vanderlei Cordeiro de Lima, medalhista nas olimpíadas de Atenas.

Agora seguíamos no sentido de Itajaí com mais 2 Km no plano. O ritmo se manteve: 4:43 e 4:41. Até aí tudo bem e dentro da normalidade. Mas como era sabido, chegou a tão temida estrada da Rainha, com um morro quase impossível de ser vencido correndo. Eu já sabendo disso tinha como estratégia utilizar essas subidas para me hidratar e tomar o gel de carboidrato (gentilmente cedido pelo nosso amigo Enio). Mesmo andando não fiquei muito para trás do pessoal que passava por mim correndo. E me aproximei novamente depois que terminou o morro. O pace nesse 11º Km foi para 6:02. Nada mal, considerando as condições.

Aí me meti a pegar uma garrafa de isotônico que só me atrapalhou. Como estava voltando ao meu ritmo mais forte anterior não estava conseguindo beber. Mais caía pra fora da boca que bebia. Tive que abandonar a garrafa quase cheia um pouco mais à frente. Retornando ao terreno mais ou menos plano fiz os paces 4:42 / 4:43 / 4:47 no 12º, 13º e 14º Km, respectivamente.

A partir do 15º Km não consegui mais sustentar o ritmo. O gás estava acabando e ainda faltava um terço do percurso. O esforço era grande mas nos quilômetros que se seguiram mal consegui manter o pace de 5 min/Km: 4:58 / 4:59 / 5:03 / 4:59. No 19º Km veio o retorno do tão temido morro e novamente usei parte dele para descansar e me hidratar. É muito cruel encarar essa adversidade a essa altura da corrida, mas é igual pra todo mundo e superamos. O pace ficou em 6:09 nesse quilômetro.

Agora faltava pouco mais de 2 Km. A subida anterior foi tão forte que para descer foi um sacrifício ter que ir freando. Haja joelho. Passado esse trecho ganharíamos novamente a beira mar plana. Pude gastar as minhas últimas reservas fazendo algumas últimas ultrapassagens e me distanciando de alguns atletas que vieram me acompanhando desde o início. O 20º Km fiz um incrível pace de 4:35 a essa altura, seguido de 4:43 no 21º Km.

Com mais uns 200 metros cruzei a linha de chegada, registrando um tempo líquido de 1h43min29s. Pra mim um excelente resultado com pouco menos de 1 minuto de diferença para o meu melhor tempo de 1h42min38s da última meia maratona internacional de Florianópolis. Porém, foram mais de 5 minutos em relação ao ano anterior.

Na chegada tivemos muita fartura de água, isotônicos, salgadinhos, frutas, como eu nunca tinha visto em uma corrida antes. Muito bom. Mais uma meia maratona na conta.

Percurso

Largada, do lado errado pra variar

Completando os primeiros 8 Km

Cruzando a linha de chegada: 1h43min29s

Medalhas na mão: até a filhinha do Eduardo Legal

Local: Balneário Camboriu / SC

Horário: 7:30 Hs 
Distância: 21,1 Km (21,2 Km) 

Inscrição: R$ 50,00 
Kit: Sacola, camiseta, revistas, número do peito e chip descartável   

Tempo: 1h43min29s
Pace: 4:53 min/Km

Colocação: 20 de 49 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 137
de 318 (masculino) 
Colocação: 143
de 391 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 20h12
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Corrida Aniversário da Polícia Militar / SC

Corrida Aniversário da Polícia Militar / SC

Fotos da Corrida

Essa foi a minha 4ª participação seguida na Corrida da Polícia Militar de Santa Catarina. Lembro-me até hoje como foi sofrida a minha participação na edição realizada em maio de 2009. Era a 2ª vez que participava de uma corrida e apesar de um percurso de aproximadamente 6 Km era realizada entre os altos e baixos do centro de Florianópolis.

Esse ano a novidade foi a mudança do percurso para a beira mar norte de Florianópolis com a distância de 7Km. Isso devido ao caos no trânsito provocado pelos vários bloqueios de ruas que a passagem dos atletas provocava.

Eu particularmente gosto de correr na beira mar por ser plano e mais seguro. Além do que não sou muito amigo das subidas e descidas do percurso anterior.

O dia estava bonito, mas quente para correr. A largada marcada para as 15:30 atrasou por 35 minutos devido ao excesso de inscrições realizadas na hora. Tivemos a participação de grande número de atletas, principalmente de policiais militares e até do esquadrão do BOPE, pois se tratava de um evento em comemoração ao aniversário da PM/SC. Aliás, esse atraso foi bem providencial, pois o sol foi ficando mais fraco.

O percurso foi todo pela ciclovia da beira mar norte. Largaram aproximadamente 300 atletas em direção ao CIC. Eu não estava nos meus melhores dias. Correr no meio da tarde parece que dá uma certa moleza. Prefiro correr no período da manhã.

De qualquer forma parti com o objetivo de tentar novamente manter o meu pace em 4:30. O 1º Km como de costume foi mais forte, no embalo da largada, feito em 4:18. Mesmo assim estava atrás de vários atletas que normalmente correm em ritmo semelhante. Fiz o 2º e o 3º Km um pouco mais lento que o 1º, 4:29 em ambos, mas o suficiente ainda para me manter dentro do pace objetivo.

A partir de então, comecei a sentir mais o cansaço devido ao calor que ainda se mantinha. Tentava manter o meu ritmo, mas definitivamente estava impossível. Após o retorno próximo dos 3,5Km, consegui ainda completar o 4º Km com pace de 4:35. O esforço aumentava, mas o desempenho não. Em decorrência disso, perdi algumas posições no 5º e no 6º Km, que foram feitos em 4:42 e 4:44 respectivamente.

Definitivamente já estava impossível cumprir o objetivo do pace de 4:30. Ainda tentei forçar um pouco mais no Km final, completando a prova em 31min27s. O pace médio final ficou em 4:33. Não era o melhor dos meus resultados, mas foi bastante satisfatório em relação ao meu desempenho no ano anterior e devido as condições do dia.

Após vários copos de água para hidratação e as tradicionais fotos fui assistir a premiação. Deu pra perceber o alto nível da prova, deixando de fora do pódium vários atletas que normalmente tem presença garantida nas corridas aqui da região. No meu caso, mesmo melhorando o desempenho, a minha colocação na geral foi exatamente igual ao ano passado e na categoria até piorou.Local: Beira mar Norte - FLN / SC.

Largada. Olha eu ali.

Linda foto, André. Mesmo estando dirigindo.

Chegada apertada

BOPE completando o percurso cantando e batendo palmas

Fim de festa. Hora do descanso.

Horário: 16:00 Hs 
Distância: 7 Km (6,91 Km) 

Inscrição: R$ 31,00 
Kit: Número do peito   

Tempo: 31min27s
Pace: 4:33 min/Km

Colocação: 13 de 20 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 92
de 242 (masculino) 
Colocação: 99
de 283 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 21h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Track & Field Run Series - Shopping Iguatemi - FLN/SC

Track & Field Run Series - Shopping Iguatemi - FLN/SC

Fotos da Corrida

Resultado

Esse foi o resultado que me deixou mais contente desde que comecei a correr. Depois de achar que já havia chegado no extremo do meu limite, descobri que não era verdade e que ele está um pouquinho mais a frente.

Como esta já é a minha terceira participação na Track&Field Run Series de Florianópolis já conhecia bem o percurso e sabia que é uma das poucas corridas daqui que realmente tem os 10 Km. Estava contando com essa corrida para consolidar a melhora do meu tempo nessa distância que era de 46min27s em um dos treinos recente ainda esse ano.

Acordei cedo pra não correr o risco de passar do horário, uma vez que a corrida costumar ser bem pontual. Não tive problemas para  estacionar o carro, pois as vagas do Shopping foram liberadas para os participantes. Peguei rapidamente o chip e já aproveitei para tirar uma foto que saía na hora na máquina disponibilizada pela organização, registrando mais uma participação. Isso tinha que ser no início mesmo, pois depois a fila ficou enorme.

Quando o evento é bom, o tempo passa muito rápido. Após algumas fotos iniciais e uns bate papos com os amigos já era hora do alongamento. Como eu que queria tentar melhorar o meu tempo fui para o portal de largada e me posicionei próximo da onda de pace que eu pretendia fazer “4:30 min/Km”. A organização disponibilizou vários ritmistas e para a minha sorte o ritmista dos “4:30” era o nosso amigo Sebastião. Como eu nunca havia conseguido manter esse ritmo durante todo o percurso, a estratégia era conseguir seguir o Sebastião enquanto pudesse e depois completar como fosse possível.

Saí bem na frente e dessa vez não perdi tempo na largada. Ao meu lado estava o Sebastião e mais alguns atletas que também tinham o mesmo objetivo de pace. A idéia era exatamente essa, acompanhar esse pelotão. Passamos pelo 1o Km com 4:16, bom para o começo. Um pouco antes de completar o 2o Km, como havia muita concentração de atletas em volta do ritmista, optei por correr por fora e mais livre.

Estava me sentindo bem e havia conseguido fechar o 2o e o 3o Km em 4:21 e 4:28, respectivamente. Nesse momento segui um pouco mais à frente do Sebastião, que tinha como missão manter o pace de 4:30 durante todo o percurso.

Com o corpo aquecido e estabilizado era hora de tentar manter o ritmo, apesar de saber que essa seria a parte mais difícil. Porém, pela primeira vez percebi como é interessante correr junto dos atletas com objetivos iguais ao seu. Parece que temos uma motivação a mais. Consegui fechar o 4o Km em 4:34 e o 5o Km em 4:33, registrando o meu melhor tempo na distância de 22min13s. Nesse exato momento estava fazendo o retorno para abrir a 2a volta.

Metade do percurso já tinha vencido. A partir daí é que seria difícil manter o ritmo. Ainda com vários companheiros de pace em volta, consegui completar o 6o em 4:34 e o 7o Km em 4:32. Por enquanto estava na minha corrida ideal, acima de quaisquer das minhas expectativas. Apesar de já estar sentindo bastante o desgaste, não saía da minha cabeça a possibilidade de abaixar o meu tempo e de preferência com um sub-45min.

Porém, aquela vontade de parar e andar pelo menos um pouquinho rondava a minha mente. Estava muito puxado para o que eu estava acostumado. Resolvi reduzir um pouco o ritmo, mas o suficiente para não quebrar totalmente. O 8a Km fechei em 4:37 e o 9o Km em 4:39. Foram apenas alguns segundos a mais, mas o bastante para sofrer algumas ultrapassagens. Tinha gente com reserva guardada para o final. Mas tudo bem, a minha briga era contra o relógio.

No ritmo que eu estava conseguiria melhorar razoavelmente o meu tempo. Entrei então pelo último quilômetro. As minhas reservas de energias estavam acabando. E faltando pouco mais de 500 metros para o final, o Sebastião emparelhou novamente comigo (pacer de 4:30). Estava tão perto de conseguir um resultado que estava batalhando a meses. Disse para ele: “vai para eu te acompanhar”. Foi o que me ajudou. Ele manteve o ritmo e fui aos trancos e barrancos tentando acompanhá-lo. Nos últimos 200 metros, ainda com a esperança de um bom resultado, dei aquele sprint final com o restinho de gás que faltava.

Ao entrar na reta final avistei o relógio do portal de chegada e faltando pouco mais de 30 metros vi ele virar para os 45 minutos. Pensei, lá se foi o meu sub-45. Mesmo assim acelerei mais um pouco, inclusive passando outra atleta que fez uma manobra arriscada a minha frente, quase provocando uma bela de uma trombada. Cruzei a linha de chegada exausto com o tempo no relógio apontando 45min07s. Esse era o tempo bruto. Meu tempo líquido recebido no celular indicou 45min04s. E para a minha total felicidade, a minha passagem pelos 10 Km foi registrada em 44min58s. Segundo o meu garmin o percurso total teve 10,03 Km, ou seja, 30 metros a mais.

Somente após a chegada lembrei de me hidratar. Durante todo o percurso, apesar de ter vários postos, passei por eles sem tomar nada de água. Acho que isso foi importante para eu poupar alguns segundos. Não posso deixar de agradecer o pacer e amigo Sebastião que foi o meu referencial durante toda a corrida e me conduziu em um ritmo cadenciado a obter esse resultado.

Essa corrida foi impecável em todos os sentidos para mim. Não diferente das outras edições a organização foi nota dez, inclusive com a divulgação do resultado poucas horas depois. E o melhor é que no mês de setembro teremos mais !!!

Amigo Sebastião - pacer 4:30

Sucesso total - o tempo também ajudou

Bloco de atletas correndo em ritmo de 4:30

Completando a 1a. volta

Esforço final

Essa turma é dez

Local: Shopping Iguatemi - FLN / SC

Horário: 7:30 Hs 
Distância: 10 Km (10,03 Km) 

Inscrição: R$ 86,00 
Kit: Camiseta, meia, toalhinha, cadarço elástico, sacola, cupom de desconto e chip.   

Tempo: 45min04s
Pace: 4:30 min/Km

Colocação: 11 de 59 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 83
de 383 (masculino)
Colocação: 90
de 539 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 20h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Corrida Rustica de Palhoça / SC

Corrida Rustica de Palhoça / SC

Fotos da Corrida

Mais uma corrida com percurso diferente. É muito bom variar de vez em quando. Essa era uma prova em comemoração ao aniversário de Palhoça e foi realizada nas redondezas da prefeitura da cidade.

Com as inscrições gratuitas e premiação em dinheiro muitos atletas de ponta vieram de diversas cidades do estado. Isso tornou a prova bastante disputada.

Pelo anúncio, a largada estava prevista para às 15 horas. Almocei cedo e comi pouco. Cheguei com o Ênio bem cedinho, pois não sabíamos direito o local. Só depois descobri que às 15 horas seria a corrida das crianças. Com isso tive que ficar esperando mais de duas horas. Mas foi bom, pois deu pra colocar o papo em dia.

Nunca tinha visto tanta criança participando das corridas. Aliás, tinha muito mais crianças que adultos. Uma ação muito legal de incentivo ao esporte desses pequenos. E vocês acham que a disputa foi tranqüila ? Pudemos ver altos pegas nas diversas categorias da criançada.

Minha expectativa para a corrida era das melhores. Queria abaixar o meu melhor tempo nos 5 Km, que era de 22min20s. Mas um pouco antes do inicio já anunciavam que o percurso teria um morro a vencer. Se fosse somente um estaria bom...

Devido a grande quantidade de crianças e a premiação a largada foi realizada às 16h30min. A estratégia era correr o que desse no máximo possível, enquanto agüentasse.

Na largada acabo nem controlando muito o pace, mas tento acompanhar os atletas que normalmente correm próximo do meu ritmo. Não sei se isso é o melhor, mas o meu 1º Km incrivelmente foi feito em 4:01. Esse é o tempo que geralmente consigo em um super tiro. Resolvi então reduzir um pouco e tentar sustentar o ritmo abaixo de 4:30 nos próximos quilômetros.

Veio o 2º Km e ainda com o percurso plano consegui sustentar o pace em 4:17. Com certeza essa passagem era a minha melhor marca nos 2 Km (8min18s). Tudo indicava que conseguiria cumprir meu objetivo, mas não pensem que estava sendo fácil. A sensação era aquela de querer desistir contra a vontade de quebrar o recorde pessoal.

No 3º Km o ritmo já estava mais normal, 4:38. Fazia também a minha melhor marca nos 3 Km (12min57s). Ao mesmo tempo que corria sofrendo pra não quebrar, seguia contente por estar no meu melhor ritmo. Eis que chegou o morro maldito, ou melhor, os morros malditos. Foi o suficiente para quebrar totalmente o meu pace. Fiz todo o esforço possível pra tentar mantê-lo até o fim, mas não deu. O 4º Km foi fechado em 4:58.

A essa altura entrava na última parte da corrida, que pré-anunciavam ter 4,8 Km. Tentei forçar novamente nessa parte final, mas não estava em condições físicas de sustentar um sprint final. Fiz umas ultrapassagens, fui ultrapassado, mas no final acho que cheguei bem. Apesar de muito exausto cruzei a linha de chegada com o tempo de 22min13s. Num primeiro instante fiquei contente, pois este seria o meu melhor tempo na distância. Aí lembrei que a corrida não teria os 5 Km. Na verdade, segundo o garmin, ela teve 4,97 Km.

Fiquei na dúvida, 30 metros em 6 segundos, seria possível ? Não importa, pois de qualquer forma consegui melhorar meus tempos pelo menos até o 3º Km e depois tiveram os morros.

Dessa vez não teve medalhas (fazia anos que não deixava de ganhar uma medalhinha) e para o troféu ainda vou ter que comer muito arroz com feijão. Fiquei em 7º na categoria.

Loucos por Corridas

Grande participação das crianças

Largada

Completando o 3o Km

Fim de festa e missão cumprida

Local: Pagani - Palhoça / SC

Horário: 16:00 Hs 
Distância: 5 Km (4,97 Km) 

Inscrição: Gratuita 
Kit: Não tem    

Tempo: 22min13s
Pace: 4:28 min/Km

Colocação: 7 de 12 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 49
de 91 (masculino - estimado) 
Colocação: 54
de 123 (geral - estimado)



Escrito por Eduardo Hanada às 15h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




1a Corrida de Páscoa dos Perebas

1a Corrida de Páscoa dos Perebas

Fotos da Corrida

Essa corrida da Páscoa fechou os meus primeiros 3 anos de participações em corridas de ruas, totalizando 108 até o momento. Tudo começou no meu primeiro desafio de participar da prova de 10 Km na IX Maratona de Santa Catarina, no dia 19/04/2009. De lá pra cá nunca mais parei e espero continuar por muitos e muitos anos, envelhecendo com saúde e pra ver se consigo ganhar um troféu na categoria, pelo menos.

Mas voltando a 1a Corrida de Páscoa dos Perebas eu quase desisti de ir depois que o céu tinha se fechado totalmente e anunciava um baita temporal. Louco que é louco não se abate por um tempo ruim. Fui lá pra conferir se realmente ia ter. E enquanto fazia a minha inscrição, eis que desaba um temporal. Pensei, agora já era. Até a corrida das crianças ficaria prejudicada.

Que nada. A chuva só durou uns 15 minutos e foi totalmente embora, deixando um tempo muito bom para correr. A largada atrasou um pouco, mas valeu a pena pra gente correr menos molhado.

Essa era mais uma tentativa de abaixar o meu tempo nessa que é uma das corridas com percurso mais irregular entre altos e baixos. Meu melhor tempo tinha sido em Outubro de 2010, 27min14s.

Com o tempo bem fresco e sem chuva, mais de 45 atletas largaram. Eu ia tentar manter o pace mais próximo possível do meu objetivo, cerca de 4:40.

Por incrível que pareça no 1o Km, que já inicia com uma boa subida, consegui registrar um bom pace de 4:29, me deixando bastante animado. Ainda consegui manter o ritmo dentro do esperado no 2o e no 3o Km, 4:40 e 4:42, respectivamente. Mas tinha conseguido isso a duras penas. O bom é que a essa altura já havia feito o retorno de volta. Faltava menos que a metade pra sustentar o mesmo ritmo.

Quem disse que sustentar o ritmo em um percurso variado como esse é possível. O pace no 4o Km subiu um pouco, 4:46, mas nada que fosse impossível de se recuperar. O problema foi a parte final. Um trecho que pega a gente perto do limite, e bem no limite mesmo. Estava me arrastando na subida final, que é muito cruel. Vi minhas esperanças de bater meu recorde da prova novamente ir para o brejo. O seu Ademir e o seu Antônio que estavam logo atrás acabaram me passando. O pace foi para 5:12 e olha que me esforcei.

Superada a grande subida só faltava mais alguns metros e depois partir para a descida final. Foi nessa hora que fiz meu último esforço para ainda tentar ultrapassar quatro atletas que vinham a minha frente. Mas somente consegui passar por dois somente. Estava totalmente exausto. Tanto que nem consegui cravar o cronômetro. Só consegui ver depois que tinha feito o tempo de 27min18s. Passei raspando novamente.

Vai ter que ficar para a próxima. Bebi bastante isotônico, água e comi até uns cachorros-quentes. Aguardei a premiação, em que fiquei em 4o na categoria, e fui quase contente para casa. Faltaram 5 segundos.

Atletas se reunindo após a chuva

Chegando muito perto do meu melhor tempo

Pós prova

Dessa vez sobrou um lugarzinho pra mim

Local: Abraão - FLN / SC 

Horário: 16:00 Hs 
Distância: 5 Km (5,78 Km) 

Inscrição: R$ 10,00  
Kit: Não tem    

Tempo: 27min18s
Pace: 4:43 min/Km

Colocação: 4 de 5 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 19 
de 36 (masculino) 
Colocação: 20 
de 40 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 21h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Corrida Rustica Cidade de Bombinhas / SC

Corrida Rustica Cidade de Bombinhas / SC 

Fotos da Corrida

A corrida da cidade de Bombinhas é daquelas que assusta grande parte dos corredores, devido a grande quantidade e “qualidade” dos morros. Com certeza não é a corrida para aqueles que querem iniciar no esporte. Acredito que seja a corrida com maior variação de altitude no estado de Santa Catarina.

Mas lá estava eu para minha 3a participação, nessa que seria a 8a edição da Corrida Rústica da Cidade de Bombinhas. Lógico que novamente tentando abaixar o tempo da edição anterior que tinha sido de 56min35s e superar uma das minhas últimas corridas com pace acima de 5 min/Km.

Como o dia estava bonito, houve um bom comparecimento dos atletas, principalmente os que acabaram se inscrevendo de última hora, quase dobrando a quantidade em relação ao ano anterior. À medida que o tempo passava o sol ia ficando mais forte. A estratégia era largar sem forçar muito, pois os morros depois dos quilômetros iniciais não perdoam.

A largada foi dada às 9 horas, partindo da praia de Bombinhas. Com pouco mais de 1 Km, concluído em 4:50, ganhamos as ruas da cidade. Nessa primeira parte consegui correr bem, pois é um percurso mais plano. O 2o e o 3o Km foi possível fechar em 4:31 e 4:43. Depois disso começou a encrenca. Um dos piores morros do percurso estava a minha frente. Ainda na ida não tive grandes dificuldades de vencê-lo, completando o 4o Km com 5:28. De qualquer forma eram cerca de 40 segundos a mais que o normal.

Na sequência, aproveitando um pouco a descida fiz o 5o Km em 4:45 e como o terreno se manteve praticamente plano completei o 6o Km em 4:51, fazendo nesse ponto o retorno. Praticamente repeti o pace no 7o Km (4:49). Novamente começaram os morros e dessa vez, já bem mais cansado e desgastado, briguei comigo mesmo em subir andando ou correndo devagar. Como correndo devagar estava rendendo quase igual ao pessoal caminhando, decidi não forçar tanto correndo e subir caminhando até um pouco mais da metade do morro. Recuperei um pouco o fôlego e retornei ao ritmo da corrida.

Não durou muito e o calor que aumentava me deixava desidratado. Pouco mais de 500 metros da subida passei por um posto de água e optei por pegar 2 copos de água e tomá-los andando. Voltei novamente ao ritmo de corrida, um pouco mais renovado. O incrível foi que mesmo com essas duas paradas no mesmo quilômetro o meu pace no 8o Km foi de 5:51. Acho que valeu a pena.

Cansado, mas ainda não exausto, consegui completar o 9o e o 10o Km em 4:30 e 4:58, respectivamente. Faltava pouco agora, mas quem disse que seria fácil. Faltava o pior dos morros, o do último quilômetro pega a gente já totalmente minado. Ainda disputando algumas posições pensei em novamente não caminhar e subir correndo, mas não deu. Decidi fazer a mesma estratégia da subida anterior e caminhei até a metade do morro. Com isso, perdi umas 3 posições. Ao retomar o ritmo da prova consegui recuperar 2 dessas posições.

Ganhamos novamente as areias da praia de Bombinhas e fechei o 11o Km com 5:18. Agora faltava só a parte da praia, mas que castigava pelo forte calor. Não consegui mais recuperar nenhuma posição e exausto completei a prova em 55min57s.

Dessa vez cheguei muito mal e tomei 3 garrafas de água de 500 ml na sequência, que caíram muito bem. Mas ainda estava me sentindo com fraqueza. Então, já que estava na praia mesmo, larguei as coisas no carro e fui dar um mergulho. Que coisa boa. Saí renovado.

Analisando o resultado posterior, foi até satisfatório, pois reduzi o tempo do ano passado de 56min35s para 55min57s, mesmo caminhando 3 vezes durante a prova e com um fortíssimo calor. E além disso meu pace ficou a baixo de 5 min/Km, 4:58. Valeu.

Largada da Corrida Rustica Cidade de Bombinhas / SC

Mais uma corrida pelas praias de SC - Bombinhas

Finalmente chegando

Depois de uma bela refrescada

Eu e o campeão Paraíba 

Local: Praia de Bombinhas / SC 

Horário: 9:00 Hs 
Distância: 11 Km (11,280 Km) 

Inscrição: R$ 30,00  
Kit: Camiseta e número do peito    

Tempo: 55min57s
Pace: 4:58 min/Km

Colocação: 9 de 27 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 62
de 138 (masculino) 
Colocação: 62
de 177 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 21h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




3a Meia maratona Internacional de Florianópolis

3a Meia maratona Internacional de Florianópolis

Fotos da Corrida

Video da Largada

Vídeo da corrida

Resultado

Essa foi a minha 3a participação na Meia maratona Internacional de Florianópolis e a minha 10a Meia maratona. Durante a semana estava um pouco desanimado pelo meu último desempenho na Meia maratona de Joinville. Será que o meu condicionamento tinha caído tanto assim, a ponto de ter que caminhar várias vezes?

Entretanto, para a minha alegria o clima foi ficando mais ameno. Isso fez com que eu ficasse um pouco mais animado e até arriscando como meta abaixar o meu tempo do ano passado de 1h47min09.

A previsão era da participação de mais de 2 mil atletas, e ciente da dificuldade para estacionar o carro e pegar o chip, que seria entregue no dia da corrida, eu e o Enio combinamos de chegar 1:30 antes da largada. Dito e feito, conseguimos a última vaguinha que estava dando sopa lá por perto.

Enquanto aguardava a largada ia chegando o pessoal dos loucos por corridas. Também tivemos o prazer de conhecer o pessoal do Facerunners de São José dos Campos, principalmente o Roberto Itimura e o Ronnie cujo contato tinha sido somente pelo Facebook. Muito legal esse intercâmbio e poder conhecer pessoalmente essa turma.

Novamente dei bobeira na largada e na hora que fui me alinhar só consegui ficar no bloco intermediário. Todos os atletas das provas de 5 Km, 10 Km e meia maratona saíram juntos, por isso havia uma grande concentração. Isso prejudica um pouco o desempenho no início da prova. A vantagem é que as pistas da beira mar são largas e facilita um pouco a dispersão.

Dessa vez larguei bem confiante e determinado a cumprir a minha estratégia de fazer os 10 primeiros quilômetros com pace de 4:50 min/Km e depois tentar sustentar o pace em torno de 5 min/Km. Consegui  largar não tão forte como de costume, bastante concentrado no meu plano. Seguimos em direção ao túnel da beira mar Sul, de onde fizemos o retorno. Como o tempo estava fresquinho, nesse primeiro trecho eu nem precisei de água, mesmo porque estava disputado os copinhos de água.

Nos 4 primeiros quilômetros corri bem tranquilo, conseguindo manter o pace um pouco abaixo do previsto: 4:46, 4:45, 4:40 e 4:42, respectivamente. Já no retorno o amigo Sebastião emparelhou e seguiu ao meu lado dando aquela força até o 9o Km (ele fez os 10 Km). O mais legal foi que mesmo com as subidas nos viadutos consegui manter o ritmo. Do 5o Km ao 9o Km meus paces se mantiverem praticamente constantes: 4:50, 4:53, 4:51, 4:45 e 4.47, respectivamente.

A essa altura saquei o meu primeiro gel para repor um pouco as energias e comecei a me hidratar. Já estava mais fácil para pegar água, pois os atletas dos 5 e 10 Km já haviam retornado. Consegui fechar o 10o Km com o tempo de 47min48s, com pace de 4:49. Bem dentro do planejado. A partir daí era tentar sustentar o ritmo.

Seguimos em direção a UFSC e o sol ameaçou abrir. Sorte que foi somente por alguns instantes. O bom é que agora o percurso era todo plano até o final. Mas começava a ficar mais difícil sustentar o ritmo. Não queria deixar passar dos 5 min/Km e fui me esforçando e conseguindo manter: 4:58 (11o Km), 4:49 (12o Km), 4:56 (13o Km), 4:57 (14o Km). No 15o Km deu uma escapadinha e foi para 5:02. Isso já era no retorno da UFSC. A partir daí seria uma reta só. Tomei o meu segundo gel e segui focado no meu objetivo.

Na minha mente, brigando contra o meu corpo, vinha a possibilidade de conseguir baixar bem o meu melhor desempenho em meias maratonas. Não podia perder uma chance dessa. E agora faltavam somente 6 quilômetros. Apertei novamente um pouco o ritmo e consegui voltar para 4:49 no 16o Km, 4:53 no 17o Km, 4:55 no 18o Km e 4:53 no 19o Km.

Depois de tanto esforço estava pertinho do meu recorde pessoal. Diferentemente das outras meias que já fiz, estava chegando bem, apesar de bastante cansado. Ainda no 20o Km sustentei os 4:56. A partir daí  era correr com o coração e queimar qualquer sobra de energia. Forcei o que dava e consegui fechar o 21o Km em 4:43. Como ainda acelerei um pouco no final, consegui fazer inclusive algumas ultrapassagens. A chegada foi muito legal, pois passamos por um verdadeiro corredor formado pelo público presente, que dava aquela energia para o sprint final.

Como estava brigando por um tempo melhor forcei até cruzar a linha de chegada. E olhando para o relógio oficial tinha visto o tempo de 1h43min13s e o meu Garmin 1h42min e alguma coisa. Já sabia que tinha feito uma prova além das minhas expectativas, por isso estava bastante contente. Com o resultado oficial veio a certeza:1h42min36s. Um tempo inacreditável pelo meu atual condicionamento.

Estava muito cansado, mas satisfeito, esperando aquele Gatorade gelado na chegada, que não veio. Somente água e bergamota verde para os atletas. Isso, depois de 21 Km. Tive que ficar só na água mesmo, e sorte que ainda tinha uma barrinha de cereal que havia trazido.

Não sei se um dia vou conseguir repetir esse feito. Mas de qualquer forma pra mim foi muito gratificante reduzir o meu tempo em mais de 4min30s em relação ao ano passado que havia concluído em 1h47min09s.

Agora já começo a acreditar que posso chegar no sub 1h40min na meia maratona !!!

Beira mar tomada pelos atletas

1a. parte da prova

Eu e o Sebastião passando pelo ponto de largada

Reta e sprint final

Renato e os amigos Facerunners Ronnie e Roberto

Local: Beira mar norte - Florianópolis / SC 

Horário: 7:30 Hs 
Distância: 21,097 Km (21,21 Km) 

Inscrição: R$ 54,00  
Kit: Camiseta, hidratantes, barra de cereal, chip e número do peito    

Tempo: 1h42min36s
Pace: 4:50 min/Km

Colocação: 38 de 134 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 300 
de 900 (masculino) 
Colocação: 331 
de 1113 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 23h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Corrida Rustica Beira mar São José / SC - Aniversário da cidade

Corrida Rustica Beira mar São José / SC - Aniversário da cidade 

Fotos da Corrida

Mais uma corrida no meu local de treino: beira mar de São José. Essa foi válida pela 1a Etapa do Ranking da ACORSJ, e fazia parte das comemorações do aniversário da cidade de São José, que completava 262 anos.

A minha expectativa era a melhor possível, pois o tempo estava ficando mais ameno nos últimos dias e o percurso normalmente é todo plano. Cenário ideal para brigar por mais um recorde pessoal. Esse cenário não se confirmou, como descrevo mais a frente.

A largada, prevista para as 9 horas da manhã, foi realizada às 9:15, debaixo de um forte calor. Foram mais de 150 atletas entre as categorias  de 5 Km (1 volta) e 10 Km (2 voltas). Todos largaram juntos. Tivemos uma saída um pouco atípica, com várias curvas a direita e a esquerda até alcançarmos propriamente a beira mar de São José.

No meu 1o Km fui tentando acompanhar o Ênio e quando percebi estávamos fechando em 4:20. Não era pra sair tão forte, mas não é fácil se segurar na largada. Consegui manter ainda em bom ritmo o 2o Km com 4:27.  Já no 3o Km saímos do trecho totalmente plano e pegamos umas subidas em direção ao centro histórico de São José, de onde retornamos. Mesmo assim consegui concluí-lo em 4:38.

Novamente voltamos ao percurso plano, mas como sempre, o cansaço começou a aparecer, juntamente com o forte calor. Com o 4o Km e o 5o Km concluídos em 4:41 e 4:51, respectivamente, consegui fechar os primeiros 5 quilômetros em 22min57s. Tempo bom se tivesse conseguido mantê-lo próximo na segunda parte da corrida.

Por mais que me esforçasse para manter o ritmo e alcançar outros atletas, não tive como manter os paces iniciais e foram subindo com diferença de mais de 20 seg/Km, 4:46 e 4:49 no 6o e no 7o Km. Essa diferença de segundos parece pouco, mas no final da corrida faz a diferença.

O 8o e 9o quilômetros foram os mais complicados com o pace subindo para 4:51 e 4:52 respectivamente. Apesar disso consegui sustentar a minha posição e me aproximar de alguns atletas que seguiam a minha frente. Se o calor estava me castigando, igualmente prejudicava os outros.

No 10o e último quilômetro, decidi queimar as minhas últimas energias e forcei um pouquinho mais para conseguir fazer duas ultrapassagens. A terceira eu até tentei, mas o gás acabou na reta final. Aliás, passei pelo 10o Km com o tempo de 46min57s. Entretanto pelo GPS tivemos mais 160 metros pela frente e o tempo final ficou em 47min36s. Recorde pessoal não deu, mas considerei um bom tempo devido as condições climáticas.

Não consegui comer nada, só beber. A sede na chegada era muita. O bom é que tivemos distribuição gratuita de Red Bull. Aproveitei e mandei logo dois pra dentro. Como estavam bem gelados caíram muito bem.

Na premiação, antes de anunciarem os vencedores da corrida, foi entregue os troféus do Ranking da ACORSJ do ano de 2011. E, para minha surpresa, tinha ficado em 2o lugar. Valeu a pena a participação durante todo o ano passado. Foi o maior troféu que ganhei até hoje. Esse ano a disputa será mais acirrada, mas estamos na luta.

Homenagem dos "Loucos por Corridas" ao casal 21 K - Juliana e Guilherme

Uma das curvas da largada

Outra curva da largada

Partindo para a segunda volta

2o. do Ranking 2011 (categoria 40-44 anos)

Esse foi o maior

 

Local: Beira mar de São José / SC 

Horário: 9:00 Hs 
Distância: 10 Km (10,16 Km) 

Inscrição: R$ 30,00  
Kit: Camiseta e número do peito    

Tempo: 47min36s
Pace: 4:41 min/Km

Colocação: 7 de 11 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 51 
de 94 (masculino) 
Colocação: 53 
de 105 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 22h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




19a Meia maratona de Joinville / SC

19a Meia maratona de Joinville / SC

Fotos da Corrida

Essa foi a corrida mais difícil e mais sacrificante de concluir desde que comecei a correr há aproximadamente 3 anos atrás.

Por várias vezes havia decidido não participar dessa que seria a minha primeira meia maratona do ano. Entretanto, como se tratava de uma corrida em um local diferente e, além disso, estava precisando de uma motivação para fazer um treino longo de preparação para meia maratona de Florianópolis a ser realizada daqui a duas semanas, acabei me convencendo a participar. Um outro fator que ajudou na minha participação foi a possibilidade de retirar o kit no dia da prova.

Acordei às 3:30 da madrugada para me preparar e seguir viagem. Tudo ainda escuro e a estrada totalmente tranquila. Foram cerca de 180 Km em 1h50min.

Por volta das 6:45 lá estava eu retirando o kit na Arena Joinville. Encontrei o Nilton, a Laura e o André, e como o estádio estava aberto fomos lá tirar umas fotos no gramado no campo do Joinville pra registrar a nossa presença.

A essa altura o sol já reinava absoluto no céu de Joinville. Nenhuma nuvem a vista. Um tempo que acredito não tinha enfrentado ainda nos meus treinos e corridas. Apesar de estar indo disposto a fazer um longão na boa, sempre ficamos na esperança de melhorar o nosso desempenho.

A corrida teve 3 modalidades de distâncias: 8 Km, 15 Km e a meia maratona (21 Km). A largada foi para todos. Porém, seriam 1, 2 ou 3 voltas pelo circuito, na sequência das distâncias. Na meia maratona foram pouco mais de 200 atletas a participarem.  Como sempre, no embalo da largada, saí mais forte do que devia, concluindo o 1o Km em 4:37. Minha intenção para a prova era correr próximo do pace de 5 min/Km.

Confesso que estava bem preocupado com o calor, mas mesmo assim no 2o e no 3o Km tinha conseguido fazer 4:45 e 4:53, respectivamente. Mas o cansaço chegou muito cedo, junto com a desidratação. Nos quilômetros que se seguiram não consegui mais manter o ritmo do meu objetivo. O incrível que mesmo assim parecia estar fazendo um esforço fora do comum.

Não recusei os copos de água em nenhum dos postos de hidratação. E em todo percurso da corrida ia buscando alguma sombrinha, nem que fosse de uma árvore para dar uma refrescada, mas isso era uma raridade.

Os próximos 5 quilômetros apesar de estarem com o pace mais alto, ainda estavam próximo do meu objetivo, 5:02, 5:07, 5:01, 5:05 e 5:07. Com isso completava a minha primeira volta do circuito. Só de imaginar que ainda teriam mais duas voltas, meu pensamento foi de desistir, pois já estava me sentindo fraco. Por outro lado, ir tão longe e não terminar a meia maratona seria muito frustrante para mim. Tinha que prosseguir, mesmo que seguisse mais lento.

O calvário continuava, mas queria fechar pelo menos os primeiros 10 Km dentro do estabelecido. Apesar do 9o Km ter sido bem mais lento (5:15), consegui ainda fazer o 10o Km em 5:07, totalizando 49min59s. A essa altura não estava mais aguentando mesmo e decidi que, para o bem da minha saúde, iria fazer uma coisa que não tinha feito desde as minhas primeiras corridas: caminhar. Ainda completei o 11o Km a 5:02 e no 12o parei no posto de hidratação para tomar o meu gel, beber água e descansar um pouco. Meu pace subiu para 5:49, mas não tive como evitar. A partir daí meu objetivo passou a ser terminar a meia maratona.

A retomada após a hidratação, que agora tinha passado a ser de 2 copos de água, foi bem difícil pela quebra do ritmo, mas também sentia que não teria outro jeito. Era isso ou parar de vez. Nos 3 quilômetros seguintes adotei a estratégia de caminhar e tomar 2 copos de agua a cada ponto de hidratação. Mesmo assim achei que o tempo não tinha subido tanto: 5:22, 5:35 e  5:42, respectivamente.

No 16o e 17O Km, sem caminhar e sem os postos de hidratação o meu pace já estava bem mais lento, 5:46 e 5:38, semelhante aos trechos em que caminhei. E não tinha jeito, estava no meu limite. Novamente apareceu outro posto de hidratação no 18o Km para a minha alegria, e agora registrando o meu pace mais alto da corrida, 5:56.

Faltava somente cerca de 3 Km para conseguir completar a meia maratona, mas quem disse que seria fácil. Cada quilômetro era uma eternidade e crescia meu receio do organismo não suportar. Durante o percurso vários atletas desistiram, vários foram atendidos pelas ambulâncias, vários passaram mal. Mas como estava no final agora tinha que chegar no coração, inclusive com direito a algumas ultrapassagens finais. O 19o e o 20O Km foram praticamente no mesmo tempo: 5:42 e 5:41. E finalmente, para a minha alegria, o percurso não chegou aos 21,097 Km. Segundo o garmin a distância registrada foi de 20,45 Km. Cravei o tempo em 1h48min51.

Apesar das circunstâncias valeu a pena por mais uma experiência diferente e pelo excelente treino. No final até achei que o resultado não foi tão mal assim. Completei a meia maratona em um tempo menor que o tempo que levei de sair de casa e chegar em Joinville.

Tomei todo líquido possível, conversei um pouco com o pessoal e tomei o rumo de casa, sem conseguir aguardar a premiação. Estava muito exausto, mas feliz por ter me superado e conseguido terminar a prova.

 

Fui correr ou jogar futebol ?

André e Nilton. Sempre tem uns "Loucos por corridas" 

Largada

Ainda na primeira volta

Procurando uma sombrinha

 

Satisfação do dever cumprido

Local: Arena Joinville / SC 

Horário: 8:00 Hs 
Distância: 21,1 Km (20,45 Km) 

Inscrição: R$ 54,00  
Kit: Camiseta, boné, sacola    

Tempo: 1h48min51s
Pace: 5:19 min/Km

Colocação: 16 de 26 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 87 
de 166 (masculino) 
Colocação: 98 
de 203 (geral)

 



Escrito por Eduardo Hanada às 20h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




1a Corrida dos Perebas - ACRA - Florianópolis / SC

1a Corrida dos Perebas - ACRA - Florianópolis / SC

Fotos da Corrida

Mais uma corrida promovida pelo nosso amigo Analto Romalino. Essa foi a primeira do ano no Abraão e a primeira edição da Corrida dos Perebas, ou como o pessoal diz: “dos amigos do Pereba”. Uma corrida que além de promover o encontro dos vários atletas e das crianças também se propôs a arrecadar material escolar para serem distribuídos à comunidade local. Causa essa muito bem acolhida por todos.

Essa foi uma das corridas com o segundo maior número de atletas que participei no Abraão. Na prova principal foram mais de 70 atletas, além das várias crianças que participaram nas categorias infantis.

Devido ao grande número de participantes houve um pequeno atraso na largada, que normalmente acontece próximo das 16:00. Dessa vez não abusei muito no almoço, pois agora sei que realmente pesa nessas corridas no final da tarde. O duro é se conter em um almoço de domingo.

Boa parte dos amigos dos “Loucos por Corridas” também estavam presentes e também contribuíram em peso para a campanha para arrecadação de materiais escolares. Até quem não pôde participar da corrida também fez questão de levar a sua contribuição.

A minha meta era novamente baixar o meu tempo dos 27min. As condições não eram das melhores, devido ao forte calor, mas estava na expectativa de brigar por essa marca. Dessa vez a corrida também contou com um bonito portal patrocinado pelos amigos do Analto, e principalmente pelo Super Citti, do nosso amigo Massato Komati. Além disso teve a presença da empresa de fotografia que faz a revelação na hora, registrando os bons momentos da corrida.

Como a largada acontece logo em uma subida, segui em ritmo bem conservador, pelo menos até o pico. Sair muito forte custa caro pelo resto do percurso. Mas como tudo que sobe tem que descer, pudemos acelerar logo em seguida, por isso foi possível fechar o 1o Km em 4:24.

No 2o Km, concluído em 4:46, ganhamos a avenida que margeia a beira mar de Coqueiros, que apesar de ter os altos e baixos (morros) apresenta um lindo visual. Antes de completar o 3o Km fizemos o retorno na lombada eletrônica e retornamos pelo mesmo caminho. Dessa vez não teve distribuição de água no percurso. Novamente o pace subiu indo para 4:52.

Já na volta e no trecho mais plano do percurso (mas não tão plano assim), consegui retomar um bom pace, concluindo o 4o Km em 4:35. Com isso, consegui fazer algumas boas ultrapassagens me deixando mais animado. Iria fazer um bom tempo se não fosse o último quilômetro da corrida. Com uma subida muito forte o ritmo foi quebrado e o pace do 5o Km, quase morrendo, foi para 5:12. Ainda assim consegui fazer mais duas ultrapassagens nesse trecho. Porém, comprometeu totalmente o tempo final.

Mais uns 770 metros foram vencidos para fechar a corrida, sofrendo uma ultrapassagem na reta final. Dessa vez consegui registrar direitinho o tempo e a distância pelo GPS: 27min24s e 5,770 Km.

O meu recorde da corrida ficou para a próxima vez de novo. Meu melhor tempo nessa corrida continua sendo 27min14s obtido em Outubro de 2010, e tá difícil de quebrar.

Na premiação, a minha categoria está ficando cada vez mais disputada e ficando muito difícil até de subir no pódio. Mas vamos a luta e treinar.

Lembrando que o evento contou também com a locução do nosso amigo Totó, que está divulgando uma grande corrida em Palhoça no próximo dia 21 de Abril, vide blog: http://blog.clickgratis.com.br/totoacorph.

O pessoal compareceu em massa

Estreando o novo portal

Grande Lucena em mais uma corrida 

Largada morro acima

A categoria mais disputada (40-44 anos)

Local: Abraão - FLN / SC 

Horário: 16:00 Hs 
Distância: 5 Km (5,77 Km) 

Inscrição: R$ 10,00  
Kit: não    

Tempo: 27min24s
Pace: 4:45 min/Km

Colocação: 7 de 9 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 26 
de 62 (masculino) 
Colocação: 26 
de 71 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 21h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




15a. Corrida do Carteiro - São José / SC

15a. Corrida do Carteiro - São José / SC

Fotos da Corrida

Essa foi a primeira corrida de rua do ano. Todas as outras até agora tinham sido na areia da praia ou na escada.

No período da manhã eu e o Ênio havíamos encarado uma corrida de quase 6 Km, e ao mesmo tempo em que sabia do desgaste dessa prova tinha a expectativa de conseguir melhorar o meu tempo do ano anterior.

Uma das características dessa corrida é que devido a oferta de premiação em dinheiro muitos atletas de elite costumam vir de vários estados, e dificilmente sobra alguma coisa para o pessoal de Santa Catarina.

Esse ano as inscrições para a comunidade se encerraram bem cedo com aproximadamente 200 vagas, e muitos atletas locais acabaram ficando sem poder participar. Não teve inscrição no dia.

A largada, prevista para as 18 horas atrasou um pouco, o que não deixou de ser bom, pois o sol e o calor foram perdendo intensidade. Dessa vez o percurso foi invertido em relação ao ano passado, mas também seriam duas voltas para completar os 10 Km. Não havia prova de 5 Km.

Como havia participado de outra corrida de manhã, a estratégia era largar moderadamente e tentar acelerar durante a prova. Como sempre não segui a estratégia. Ainda larguei um pouco mais atrás, mas com a empolgação inicial fiz a primeira parte da prova abaixo do que deveria, virando os 5 primeiros quilômetros com pace inferior a 4:40, respectivamente 4:23 / 4:38 / 4:36 / 4:34 / 4:37.

Se continuasse nesse ritmo teria ficando extremamente contente. Durante o percurso várias foram as ultrapassagens e poucas às vezes em que fui alcançado. Na segunda volta com as posições mais definidas e com a chegada do cansaço não consegui mais manter o pace abaixo dos 4:40, mas também não deixei escapar do 4:50. Vinha brigando com o relógio e com alguns atletas por posições.

No início a gente não sente muito o cansaço provocado por esforços anteriores, mas quando ele chega fica bem difícil manter o ritmo. O paces que se seguiram foram 4:41, 4:45 e 4:49, no 6o, 7o, e 8o Km. Faltando esses 2 quilômetros finais bateu aquela vontade de diminuir o ritmo e ir andando, mas o pensamento contra-ataca fazendo a gente não ceder, principalmente por faltar tão pouco. O esforço é cada vez maior para manter o ritmo, mas a sensação da proximidade do fim também nos empurra. No 9o Km novamente repeti os 4:49 e o 10o acho que não fechou, mas vinha em um ritmo bom de final de prova.

Cruzei o portal de chegada com o tempo de 45min41s. Já havia percebido que não tinha fechado os 10 Km, confirmado posteriormente os 9,83 Km pelo Garmin. Então fui conferir o pace, e para a distância foi o meu melhor desde então, 4:39 min/Km.  Em relação ao ano passado também consegui diminuir de 46min34s para 45min41s. O percurso foi o mesmo, só que invertido. Apesar da discreta melhora gostei muito do resultado pelas circunstâncias.

Na chegada tivemos uma belíssima mesa de frutas, com direito a barras de cereais e muito isotônico e água. Olhei um pouco a premiação, que praticamente ficou toda com o pessoal de fora e voltei pra casa para um merecido descanso.

 

Aquecimento com Renato e Egomar

Aquecimento com o Sebastião

Posicionando para a largada

Completando a 1a volta

Local: Beira mar São José / SC 
Horário: 18:00 Hs
 
Distância: 10 Km (9,83 Km)
 

Inscrição: 1 lata de leite em pó 
Kit: camiseta e número de peito    

Tempo: 45min41s
Pace: 4:39 min/Km

Colocação: 12 de 21 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 73 
de 156 (masculino) 
Colocação: 87 
de 213 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 22h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




16a. Corrida da Praia da Pinheira - Palhoça / SC

16a. Corrida da Praia da Pinheira - Palhoça / SC

Fotos da Corrida

A dúvida pairou durante toda a semana. Seria uma boa participar de duas corridas em um mesmo dia, querendo ainda ter um bom desempenho?

A Corrida da Praia da Pinheira não estava nos meus planos, e nem tinha certeza se realmente iria ocorrer. Na véspera pensei comigo mesmo: só iria se não chovesse. E como não choveu lá fui eu, e o Ênio. Como estávamos com receio de não encontrar o local da largada saímos cedo. Mas foi bem fácil de achar. O Analto, o Clécio e o seu Antônio já estavam por lá. E de atletas conhecidos foi só, além do Diogo e do Célio que chegaram depois.

A largada foi dada às 9:30 com 14 atletas, sendo 3 da categoria feminina. O percurso seria de 6  Km, saindo da ponta da praia até o Hotel do Espanhol. Pelo pessoal que estava participando já imaginava chegar entre os últimos. Mas também não tinha problema. Ia conduzir a corrida sem forçar muito, pois a noite iria participar de uma outra de 10 Km.

O tempo ajudou e não estava muito quente. A areia da praia também colaborou, pois estava bem firme. Na largada, aquele discurso de correr tranquilo, sem forçar muito, logo foi esquecido. Todos já saíram disparando na frente, inclusive as mulheres. Pra não ficar muito para trás tive que acelerar também. Até consegui quase cair em uma passagem por um canalzinho que cortava a areia.

O primeiro quilômetro ainda na empolgação foi concluído em 4:27. Normal se fosse em uma corrida no asfalto. Mas já sentia um certo esforço adicional para poder acompanhar alguns atletas que seguiam a frente. Logo também comecei a sentir a ação do vento contra, que se prolongou entre o 2o e o 3o Km. Isso fez elevar um pouco o pace na ida, subindo para 4:48 e 5:02, respectivamente.

Não teve distribuição de água durante o percurso. Talvez por ela ser curta. Já na volta contamos com o vento a favor e o pace voltou a diminuir, 4:43 no 4o Km e 4:36 no 5o Km. Acho que tentar acompanhar o Clécio ajudou nesse pace. Consegui completar o percurso em 25min38s, mas sabia que a distância estava longe dos 6 Km. Conferido posteriormente com o garmin foi de 5,39 Km.

Senti que tinha feito uma boa corrida dentro das minhas possibilidades e poderia até brigar pela quinta colocação na geral, mas aí já seria um nível de esforço bem maior... De qualquer forma deu pra garantir um belo troféu na categoria, que já fez valer o dia, para mim e para o Ênio.

Ainda teve a corrida para as crianças, que aguardavam ansiosamente e disputaram com muito empenho as primeiras colocações para ganhar o seu troféu também. Pena que meu filho não quis ir.

Valeu muito a pena o passeio e o aquecimento para a corrida da noite. Dia 21 de abril teremos outra etapa em Palhoça.

 

Esse foi o percurso

Preparação para a largada

Troféu da categoria 40-44 anos

Grande participação das crianças

Eu e o Ênio: valeu a pena o passeio

Local: Praia da Pinheira - Palhoça / SC 
Horário: 9:30 Hs
 
Distância: 6 Km (5,39 Km)
 

Inscrição: Gratuita 
Kit: não tinha    

Tempo: 25min39s
Pace: 4:45 min/Km

Colocação: 1 de 1 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 7 
de 11 (masculino) 
Colocação: 7 
de 14 (geral)

 



Escrito por Eduardo Hanada às 23h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




4a. Corrida Rustica Iceport Portonave - Navegantes / SC

4a. Corrida Rustica Iceport Portonave - Navegantes / SC

Com essa corrida completei a minha 100a participação. Nunca imaginei que um dia iria chegar a tanto. Ao concluir a minha primeira prova em Abril de 2009, nos 10 Km da IX Maratona de Santa Catarina, nem sabia se iria participar de uma próxima. Mas consegui vencer a minha inércia e me manter na prática desse esporte até o momento.

Nesse final de semana tinham várias corridas simultaneamente em Santa Catarina, o que acabou dividindo os vários integrantes do grupo “Loucos por Corridas”. A corrida de Navegantes eu já conhecia do ano passado. Sabia que seria bem pesada por ser toda realizada na areia e debaixo de muito sol e calor. Esse ano não foi diferente.

Tenho que ressaltar que foi uma das melhores corridas em relação ao custo e benefícios. Começando pela redução no preço da inscrição, de R$ 30 do ano passado para R$ 10 e mais uma lata de leite Ninho. Caso muito raro de acontecer. O kit também melhorou em relação à qualidade da camiseta e ao chip, que dessa vez era o descartável, semelhante ao utilizado na São Silvestre. Parece um detalhe bobo, mas todo corredor sabe da dificuldade que é ter que retirar o chip no momento da chegada.

As inscrições não puderam ser feitas na hora. Esgotaram-se durante a semana. A largada estava prevista para as 8:45 Hs. A essa hora o sol já estava firme e forte. Mais de 450 atletas largaram. Metade iria fazer a corrida de 5 Km e a outra metade de 10 Km. Sabendo da dificuldade que tenho em correr na areia e também no calor, decidi fazer uma corrida bem conservadora para os 10 Km. Ia largar mais devagar e tentar acelerar aos poucos. Fiz exatamente o contrário.

Na empolgação da largada me posicionei mais a frente para não ficar muito preso e acabei não saindo tão conservador assim. Quando olhei para o garmin registrando o 1o Km vi o tempo de 4:36. Já sabia que ia pagar por isso. Minha estimativa era fazer os paces em torno de 5 min/Km. Reduzi um pouco o ritmo, mas mesmo assim continuei um pouco mais rápido que o planejado. Fiz os 3 quilômetros seguintes em 4:48. Acho que mantive esse ritmo pela sensação de sofrer várias ultrapassagens e não querer ficar muito para trás.

Durante o percurso havia vários canais cortando o trajeto. Ano passado eu desviava de todos e procurava um ponto mais estreito para atravessar sem molhar muito o tênis. Esse ano eu meti o pé na água e fui em frente. São alguns segundos e esforços poupados. O pessoal dos 5 Km fez o retorno nos 2,5 quilômetros. Nós, dos 10 Km, seguimos retos e encaramos mais 2,5 quilômetros a frente, pelo menos era isso o esperado. Completei o 5o Km em 4:49 e teoricamente deveríamos estar voltando nesse ponto. Porém, o retorno não chegava. Ele veio somente quando completamos 5,25 Km. Nesse ponto aproveitei para pegar um copo de água pra me hidratar. Estava muito quente e o primeiro posto de água eu tinha desprezado.

Se já estava me sentindo muito cansado, o pensamento de que a prova teria mais de 10 Km me deixava mais desanimado ainda. O retorno foi bem mais complicado. A redução do rimo foi inevitável. Enquanto corria as margens do mar a vontade era de pular na água e ficar por ali mesmo. Fechei 6o Km em 5:09 e o 7o Km em 5:05, já acima dos 5 min/Km. O esforço era grande para vencer a vontade de parar e seguir andando. Outro posto de hidratação apareceu para mais uma refrescada.

A essa altura as trocas de posições eram as mínimas. Cada atleta tentava se sustentar e levar a corrida até o final. Vinha ainda com um objetivo em mente. Fazer os 10 Km abaixo de 50 min, que pra mim seria um resultado bastante satisfatório pelas dificuldades. E veio o 8o Km concluído em 5:05, o 9o Km em 5:11, e o 10O Km em 5:08. Nesse ponto os 10 Km tinham sido vencidos em 49min27s. Mas ainda tinha aquela diferença de quase 500 metros para acabar.

Já extenuado e tentando uma última motivação para chegar, avistei um atleta a minha frente que estava reduzindo o ritmo. Acelerei um pouco mais tentar alcançá-lo. Só consegui me aproximar a poucos metros da chegada. Ele já estava praticamente cambaleando e eu não devia estar muito diferente. Entramos pela areia fofa que eram os metros finais. Consegui passá-lo, mas também outros dois atletas passaram por mim. Concluí a prova com o tempo de 51min43s. Ano passado tinha feito em 52min01s, mas agora não sei se eram os mesmos 10,46 Km.

Depois soube que quatro atletas passaram mal durante a corrida e que dois deles tinham sido encaminhados para o hospital, tamanho foi o calor e o esforço na areia. Inclusive um deles era o atleta que ultrapassei no final. Aparentemente não foi nada de grave.

Nunca tinha tomado tanto líquido na chegada e como estava na praia não pude deixar de dar um merecido mergulho pra refrescar antes de voltar para casa.

Para fechar com chave de ouro, a organização da prova ainda ofereceu uma boa premiação em dinheiro, sorteio de brindes, um dos mais originais e bonitos troféus para até o 5o colocado de cada categoria, e bonitas medalhas para todos os concluintes. Além disso, o resultado já estava disponível no site quando cheguei em casa. Lembrando que a inscrição foi somente R$ 10.

Alongamento um pouco antes da largada

Largada

Sofrendo 2 ultrapassagens no final

Cheguei exausto

Minha 100a. corrida concluída

Local: Praia de Navegantes / SC
Horário: 8:45 Hs

Distância: 10 Km (10,470 Km)

Inscrição: R$ 10,00 + 1 lata de leite Ninho
Kit: Camiseta, saquinho porto treco, número do peito e chip descartável   

Tempo: 51min48s
Pace: 4:57 min/Km

Colocação: 12 de 18 (categoria 40-44 anos) 
Colocação: 91
de 171 (masculino) 
Colocação: 98
de 204 (geral)



Escrito por Eduardo Hanada às 22h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
    Outros sites
      Minha vida de Corredor (www.ehanada.zip.net)
      Corridas em Santa Catarina
      Acorsul
      Acorsj
      Ativo
      Fotos Foco Radical
      Fotos Trilhas BR
      Cronoserv
      Chiptiming
      Corville
      Blog Dyego de Campos
      Blog Diego da Costa
      Blog Egomar
      Blog Fabio Namiuti
      Blog Renato Ventura
      Blog Sebastião Santos
      Blog do Totó
      Blog Guilherme Preto
      Blog Enio Augusto
      Erunner
      Calculos e Indices
      Track and Field eventos
      BOL - E-mail grátis
    Votação
      Dê uma nota para meu blog